18 junho 2011

Doar

Adoro fazer croché, tenho paciência e persistência suficientes para chegar ao término dos trabalhos, mesmo quando se trata de projetos grandes. Ver uma peça pronta é sempre uma alegria. No entanto estou tentando me desapegar das coisas que faço, tenho certo pudor em dar ou vender minhas peças, ainda não sei ao certo por que, se descobrir prometo contar aqui.

Com ou sem pudor preciso passar os olhos pelo meu armário e guarda-roupa para separar algumas peças, inclusive as de croché, para doar.

Afinal, pra que guardar aquilo que já não me serve e por isso não me interessa mais?

  • HOJE - AUJOURD’HUI Aujourd’hui je suis très sensible, Je me sens un poète, un écrivain, Ceux qui écrivent des choses sensibles, Choses avec émotion, d’un seul éla...
    Há 2 meses